Forte explosão solar deve atingir a Terra nesta segunda-feira

Uma poderosa ejeção de massa coronal ocorrida no último sábado deve atingir a Terra nesta segunda-feira, provocando auroras boreais e possíveis blecautes de radiopropagação e distúrbios em redes elétricas localizadas em latitudes elevadas.

A ejeção de partículas teve origem na região da mancha solar 1353 e de acordo com Laboratório de Clima Espacial do Goddard Space Center, da Nasa, deverá se chocar com a Terra às 15h21 pelo horário de Brasília desta segunda-feira, com erro médio estimado de 7 horas.

Devido à espessura da esteira de partículas, o bombardeio eletromagnético se prolongará por cerca de 24 horas, com efeitos mais acentuados nas localidades situadas a partir da latitude 30 graus norte. Os maiores efeitos, no entanto, ocorrerão acima do paralelo 45, onde os habitantes testemunharão auroras boreais e desvios magnéticos superiores a 2 graus.

Dados computados pelo Centro de Previsão de Clima Espacial da NOAA, SWPC, o fluxo de partículas está se deslocando pelo espaço a 3.5 milhões de km/h.

Apesar do intenso bombardeio por que passará a Terra, não existem riscos para pessoas ou animais. O efeito maior será causado nas altas camadas da atmosfera, especialmente a ionosfera, causando distúrbios capazes de bloquear transmissões de rádio em baixa frequência. Não estão descartadas possibilidades de desvios significativos em bússolas nas latitudes equatoriais, assim como pequenos erros de geolocalização por GPS.

As aeronaves em voo não deverão sentir qualquer impacto devido à chegada das partículas oriundas do Sol, mas embarcações que utilizam localização magnética deverão se manter informados através de boletins sobre possíveis correções nos sistemas de orientação.

Direitos Reservados
É vedada a utilização deste texto
Leia nosso Termo de Uso e saiba como publicar este material em seu site ou blog 

Maçonaria Estaria Controlando o Futebol

O Ex Árbitro  Oscar Roberto de Godoy diz que a Maçonaria controla o futebol através da infuência na arbitragem, segue o vídeo

Fonte: Liberta

Simbolismo Illuminati – Desenhos Filmes

Raios Gama Podem Acabar com a vida na Terra

O choque entre duas estrelas, poderia produzir radiação gama em intensidade suficiente para nos levar à extinção. É o que explica uma teoria de astrônomos americanos.

O estudo foi formulado por cientistas da Universidade Washburn (em Topeka, Kansas, EUA). A ideia, seria a seguinte: em algum ponto do outro lado de nossa galáxia, duas estrelas colidem. E não precisa ser uma colisão completa e destruidora, basta um pequeno atrito entre elas. Segundo estimativas, ocorre um destes eventos a cada 100 milhões de anos, em média.

Este leve choque, enfim, já seria suficiente para iniciar uma explosão radioativa de imenso alcance no espaço. No caso da explosão ocorrer dentro da Via Láctea, praticamente tudo o que está nela sentiria o impacto. A extinção da vida na Terra, nesse caso, dependeria do tipo de onda gama liberado na colisão, e a intensidade com que seríamos atingidos.

A radiação gama mais “destrutiva”, nesse aspecto, seria a de ondas curtas, de maior frequência. Se a Terra fosse atingida por uma carga dessas ondas (que dura menos de um segundo), é provável que a camada de ozônio, que nos protege com eficiência das radiações solares, seria eliminada imediatamente.

Desprotegidos, todos os seres vivos da Terra estariam expostos às mudanças químicas acima de nós. Os cientistas explicam que haveria grande quantidade de oxigênio e nitrogênio livres pela atmosfera. Com a intensa liberação de ozônio, poderia haver a formação de toneladas de óxido nitroso (N2O), que não nos protege de nada. Estaríamos diretamente expostos aos raios ultravioleta, que alteram inclusive o nosso DNA.

Se estiver correta a teoria de que um desses eventos ocorre a cada 100 milhões de anos, a Terra já passou por isso várias vezes na sua história de mais de 4,5 bilhões de anos. Por essa razão, os cientistas afirmam que é preciso analisar fósseis e outras evidências para estimar o que aconteceria se todos fossem atingidos por uma rajada contínua de raios UV.

A ideia geral é que não poderíamos sobreviver, porque a radiação retira condições básicas para que possa haver vida no planeta. Os astrônomos americanos afirmam que já apresentaram sua teoria a paleontólogos, mas ainda têm encontrado muito ceticismo.

Fonte: HypeScience

Asteroide Passará Muito Perto da Terra

Imagem da Nasa

Um Asteroide do tamanho de um porta aviões, passará perto da terra nesta terça-feira (8) , segundo cientistas o planeta não corre riscos de ser atingido, as 21:28 (Horário de Brasília) o Asteroide estará apenas a 328.600 quilômetros da superfície da terra mais próximo que a lua.

CIA monitora até 5 milhões de twitters por dia

Em um parque industrial anônimo na Virgínia, em um prédio de concreto insuspeito, a CIA monitora tuítes –até 5 milhões deles por dia.

No Centro de Código Aberto da agência, uma equipe conhecida carinhosamente por “bibliotecários vingadores” olha para o Facebook, jornais, canais de notícias na TV, estações locais de rádio e salas de bate-papo –tudo que qualquer pessoa possa acessar e contribuir de forma aberta.

Do árabe ao mandarim, de tuítes nervosos a um blog profundo, os analistas reúnem as informações, muitas vezes em sua língua nativa. Eles cruzam as referências com os jornais locais ou com uma ligação telefônica clandestina interceptada. A partir daí, eles constroem uma imagem entregue aos nomes mais importantes da Casa Branca, oferecendo dados em tempo real sobre, por exemplo, os ânimos em uma região após o ataque do exército que matou Osama bin Laden, ou talvez até prever qual nação do Oriente Médio parece mais propensa a uma revolta popular.

Sim, eles já sabiam que a revolta no Egito iria acontecer; eles só não sabiam exatamente quando a revolução começaria, diz o diretor do centro, Doug Naquin.

O centro já previu que “as mídias sociais em locais como o Egito poderiam ser um fator decisivo de mudança e uma ameaça aos regimes locais”, ele relata em entrevista recente para a Associated Press.

O local foi criado como resposta às recomendações da Comissão do 9/11, com foco inicial em contra-ataque ao terrorismo. Mas as centenas de analistas –o número exato não é revelado– monitoram uma gama mais ampla, desde o acesso à internet na China até os ânimos nas ruas do Paquistão.

Os analistas mais bem sucedidos, diz Naquin, são semelhantes à heroína do livro “Os Homens que não Amavam as Mulheres”, uma hacker evasiva, irreverente e que “sabe como encontrar coisas que as pessoas não sabem que existe”.

FONTE: Folha.com

Governos Mundiais estão criando Bases Subterrêaneas

http://wp.me/p1Th2B-bi

Israelenses estão divididos sobre possível ataque ao Irã

A opinião pública israelense está dividida sobre a conveniência de um possível ataque contra o programa nuclear iraniano, com 41% das pessoas a favor, 39% contra e 20% indecisas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira.

A enquete, publicada pelo diário Haaretz, revela uma notável confiança (52%) na capacidade do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e do ministro da Defesa, Ehud Barak, para lidar com o “tema iraniano”. Na outra ponta, 37% desconfiam da habilidade de ambos, que são partidários da operação, para tratar da situação.

A pesquisa, que ouviu tanto a população judaica como a árabe, é divulgada em meio a informações sobre um possível ataque contra o Irã por parte de Israel ou dos Estados Unidos.

Segundo o Haaretz, Netanyahu e Barak tentam alcançar uma maioria a favor de um bombardeio relâmpago no seio do conselho de ministros, onde os oponentes têm “ligeira maioria”. Recentemente, se somou ao grupo que apoia uma ação militar o ministro das Relações Exteriores israelense, Avigdor Lieberman, que até agora se opunha devido à possível repercussão do ataque.

O assunto iraniano saltou às manchetes depois que na última sexta-feira um destacado colunista do diárioYedioth Ahronoth, Nahum Barnea, alertou da pressão no seio do governo para um ataque.

Na segunda-feira, a sessão inaugural de inverno do Parlamento foi dominada por esta questão, que Netanyahu vê como uma ameaça existencial para Israel pelas ameaças do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

Ministros e diplomatas disseram ao diário Haaretz que o próximo relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), a ser publicado em 8 de novembro, terá um efeito determinante nas decisões de Israel.

EFE – Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.

Fonte: Terra

Israel testa míssil que pode atingi o Irã

Israel testou hoje com sucesso um míssil, alimentando as especulações que os principais líderes do país estariam debatendo um ataque militar às instalações atômicas de Teerã.

As informações da Associated Press afirmam que o Exército testou um míssil Jericó de longo alcance, capaz de carregar uma ogiva nuclear e atingir o Irã.

A Força Aérea Israelense não deu detalhes sobre a operação  e disse que os testes desta quarta-feira ja estavam sendo planejados a muito tempo,  a  imprensa local diz que o míssil se trata de um possível  ataque a  Israel.

Segundo o jornal Yediot Ahronot,  o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Ehud Barak, são a favor do ataque.

No dia 8 de novembro, a Agência Internacional de Energia Atômica deverá publicar um relatório com novas informações sobre o programa nuclear iraniano.

Inundações na Tailândia deixam 381 mortos

Autoridades da Tailândia anunciaram este domingo (30/10) que o numero de mortes causado pela inundações nas províncias do planalto central e áreas de Bangcoc  chega a 381.

O Centro para a Prevenção e Combate de Desastres disse que 26 províncias permanecem alagadas.

Segundo a imprensa local saíram nos últimos cinco dias cerca de um milhão de moradores do total de 12 milhões que povoam a metrópole – as inundações afetam nove distritos dos 50 nos quais está dividida.

Estas inundações são consideradas as piores registradas nos últimos 50 anos e obrigaram mais de 150 mil pessoas a se refugiarem  em abrigos.

O Custo econômico ultrapassar os US$ 6 bilhões, o número de pessoas prejudicadas pelas inundações e de 2,5 milhões além disso 700 mil pessoas receberam atendimento médico por causa de infecções e outras doenças contraídas por contato ou consumo de água contaminada.